ÚLTIMAS NOTÍCIAS

sábado, 9 de julho de 2016

37 de temperatura é febre? - Quais Sintomas podem ser considerados como Febre?


Pirexia; temperatura elevada; hipertermia.

A febre é o aumento temporário da temperatura corporal em resposta a uma doença ou enfermidade.

Uma criança tem febre quando a sua temperatura é igual ou superior a estes valores:


  • 38 ºC (100,4 °F), medidos no ânus (retal)
  • 37,5 ºC (99,5 °F), medidos na boca (oral)
  • 37,2 ºC (99 °F), medidos na axila (axilar)

Um adulto provavelmente tem febre quando a temperatura está acima de 37,2-37,5 °C (99-99,5 ºF), dependendo da hora do dia.

Considerações gerais:

A temperatura corporal normal pode mudar durante todo o dia, sendo geralmente mais elevada durante a noite. Outros fatores que podem afetar a temperatura do corpo são:

  • Na segunda parte do ciclo menstrual de uma mulher, a sua temperatura pode aumentar um grau ou mais.


  • A atividade física, emoções fortes, comer, roupas pesadas, medicamentos, temperatura ambiente elevada e umidade elevada podem aumentar a temperatura corporal.

A febre é uma parte importante das defesas do corpo contra a infecção. A maioria das bactérias e vírus que causam infecções nas pessoas desenvolvem-se melhor a 37 °C (98,6 °F). Muitos bebés e crianças desenvolvem febre alta com pequenas doenças virais. Embora a febre possa ser um sinal de que pode estar a acontecer uma batalha no corpo, a febre está a lutar a favor da pessoa e não contra ela.

Geralmente, não irão ocorrer danos cerebrais por causa da febre, a menos que esta seja superior a 42 ºC (107,6 °F). A febre não tratada causada por uma infecção raramente excede os 40,5 °C (105 °F), a menos que a criança esteja demasiado agasalhada ou esteja num lugar quente.

As convulsões febris ocorrem em algumas crianças. No entanto, a maioria delas terminam rapidamente, e não significam que a criança tenha epilepsia, nem causam nenhum dano permanente.

As febres inexplicáveis que continuam por dias ou semanas são denominadas de febres de origem desconhecida (FOD).

Causas comuns:

Quase qualquer infecção pode causar febre. Algumas infecções comuns são:

  • Infecções como pneumonia, infecções ósseas (osteomielite), apendicite, tuberculose, infecções da pele ou celulite, e meningite
  • Infecções respiratórias como doenças do tipo da gripe ou resfriados, dores de garganta, infecções do ouvido, sinusite, mononucleose infecciosa e bronquite
  • Infecções do trato urinário
  • Gastroenterite viral e gastroenterite bacteriana

As crianças podem ter uma febre baixa durante um ou dois dias depois de serem vacinadas. A dentição pode causar um aumento ligeiro da temperatura de uma criança, mas não superior a 37,7 ºC (100 °F). As doenças inflamatórias ou autoimunes também podem causar febres. Alguns exemplos são:
  • Artrite ou doenças do tecido conjuntivo, como artrite reumatoide e lúpus eritematoso sistémico
  • Colite ulcerativa e doença de Crohn
  • Vasculite ou periarterite nodosa

O primeiro sintoma de um cancro pode ser febre. Isto é especialmente verdadeiro para a doença de Hodgkin, linfoma não-Hodgkin e leucemia.

Outras causas possíveis de febre incluem:

  • Coágulos de sangue e tromboflebite
  • Medicamentos como alguns antibióticos, anti-histamínicos e anticonvulsivos

Cuidados em casa:

Um resfriado simples ou outra infecção viral pode por vezes causar febre alta (102-104 °F / 38,9-40 °C). Normalmente isso não significa que o adulto ou a criança tenha um problema sério. É possível que algumas infecções graves não causem febre, ou até mesmo que causem uma temperatura corporal muito baixa, especialmente em bebés.

Se a febre for leve e não existir outros problemas, não será necessário tratamento. Beba líquidos e repouse bastante.

A doença provavelmente não é grave se a criança:

  • Continua interessada em brincar
  • Está a comer e a beber bem
  • Está acordada e a sorrir
  • Tem uma cor de pele normal
  • Parece bem quando a temperatura baixa

Tome medidas para baixar a febre se o adulto ou a criança estiver a vomitar, desconfortável, desidratado ou não dormir bem. Lembre-se: o objetivo é reduzir a febre, e não eliminá-la.

Ao tentar baixar a febre:

  • NÃO agasalhe demasiado alguém que tenha calafrios.


  • Remova o excesso de roupas ou cobertores. O quarto deve estar confortável, não muito quente nem frio. Experimente usar uma camada de roupa leve e um cobertor leve para dormir. Se o quarto estiver quente ou abafado, o uso de um ventilador pode ajudar.


  • Um banho morno ou um banho de esponja pode ajudar a refrescar alguém que tenha febre. Isto é especialmente eficaz após a medicação ser dada, caso contrário, a temperatura pode voltar a subir novamente.


  • Não use banhos frios, gelo nem fricções com álcool. Estes esfriam a pele, mas muitas vezes podem piorar a situação causando tremores ou calafrios, o que eleva a temperatura central do corpo.

A seguir estão algumas diretrizes de como tomar medicamentos para baixar a febre:

  • O paracetamol e o ibuprofeno ajudam a reduzir a febre em crianças e adultos. Por vezes os médicos aconselham o uso dos dois tipos de medicamentos.
  • Tomar paracetamol a cada 4 a 6 horas. Ele funciona ao baixar o termóstato do cérebro.
  • Tomar ibuprofeno a cada 6 a 8 horas, mas NÃO o utilizar em crianças menores de 6 meses de idade.
  • O ácido acetilsalicílico é muito eficaz para o tratamento da febre em adultos, mas NÃO se deve dar ácido acetilsalicílico a crianças, a menos que o médico e/ou farmacêutico lhe diga para usar.
  • Saiba quanto é que pesa o adulto ou a criança e depois deve verificar sempre as instruções na embalagem.
  • Para menores de 3 meses de idade, consulte o médico antes de administrar qualquer tipo de medicamento.

O que comer e beber com febre:

Todas as pessoas, especialmente as crianças, devem beber bastantes líquidos, tais como água, gelados, sopa e gelatina que são todas boas opções.
Para as crianças mais novas não se deve dar muita fruta ou sumo de maçã e deve-se evitar as bebidas para desportistas.
Embora consumir alimentos quando se tem febre seja bom, não deve ser algo forçado.
Solicite assistência farmacêutica e médica se:

Consulte o médico imediatamente se a criança:

  • Tem menos de 3 meses de idade e tem uma temperatura retal de 38 ºC (100,4 °F) ou superior.
  • Tem 3 a 12 meses de idade e uma febre de 39 ºC (102,2 °F) ou superior.
  • Tem menos de 2 anos de idade e tem uma febre que dura mais de 24 a 48 horas.
  • Tem mais de 2 anos de idade e tem uma febre durante mais de 48 a 72 horas.
  • Tem febre acima de 40,5 ºC (105 °F), a menos que esta baixe facilmente com tratamento e a pessoa se sinta confortável.
  • Tem outros sintomas que sugerem uma doença que pode necessitar de tratamento, tais como dor de garganta, dor de ouvidos ou tosse.
  • Tem tido febres de forma intermitente durante uma semana ou mais, mesmo que estas não sejam muito elevadas.
  • Tem uma doença grave, como problemas cardíacos, anemia falciforme, diabetes ou fibrose cística.
  • Foi vacinado recentemente.
  • Tem uma nova erupção ou aparecem contusões.
  • Tem dor ao urinar.
  • Tem um problema com o sistema imunológico (terapia crônica com esteroides, após um transplante de medula óssea ou de órgãos, o baço foi removido anteriormente, é HIV positivo ou fez tratamento a um cancro).
  • Viajou recentemente para um país do terceiro mundo.

Ligue para o número de emergência médica (112 em Portugal e Europa), se um adulto ou criança tiver febre e:

  • Está a chorar e não se consegue tranquilizar (crianças).
  • Não consegue acordar facilmente ou de todo não acorda.
  • Parece confuso.
  • Não consegue andar.
  • Tem dificuldade para respirar, mesmo depois de limpar o nariz.
  • Tem lábios, língua ou unhas azuis.
  • Tem uma dor de cabeça muito forte.
  • Tem rigidez no pescoço.
  • Se recusa a mover um braço ou perna (crianças).
  • Tem uma convulsão.

Chame o seu médico imediatamente se for um adulto e:

  • Tem febre acima de 40,5 ºC (105 °F), a menos que esta baixe facilmente com tratamento e se sinta confortável.
  • Tem uma febre que persiste ou permanece acima de 39,4 ºC (103 °F).
  • Tem uma febre por mais de 48 a 72 horas.
  • Tem tido febres intermitentes durante uma semana ou mais, mesmo que não sejam muito elevadas.
  • Tem uma doença grave, como problemas cardíacos, anemia falciforme, diabetes, fibrose cística, DPOC ou de outros problemas pulmonares crónicos.
  • Tem uma nova erupção ou aparecem contusões.
  • Tem dor ao urinar.
  • Tem problemas com o seu sistema imunológico (terapia crônica com esteroides, após um transplante de medula óssea ou de órgãos, o baço foi removido anteriormente, é HIV positivo ou fez tratamento a um cancro).
  • Viajou recentemente para um país do terceiro mundo.

O que esperar na consulta:

O médico irá realizar um exame físico, que pode incluir uma avaliação detalhada da pele, olhos, ouvidos, nariz, garganta, pescoço, tórax e abdómen para descobrir a causa da febre.

O tratamento depende da duração e da causa da febre, assim como de outros sintomas.

Podem ser realizados os seguintes exames:

Exames de sangue como um hemograma completo ou diferencial sanguíneo
Análise de urina
Radiografia do tórax

Farmácia Saúde 

Fonte: http://www.farmaciasaude.pt

Compartilhe este Artigo:

 
Copyright © 2014 Tópico de Saúde. Designed by OddThemes | Distributed By Gooyaabi Templates